<>

Home » Poesias Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018







[ A ] [ B ] [ C ] [ D ] [ E ] [ F ] [ G ] [ H ] [ I ] [ J ] [ K ] [ L ] [ M ] [ N ] [ O ] [ P ] [ Q ] [ R ] [ S ] [ T ] [ U ] [ V ] [ W ] [ X ] [ Y ] [ Z ] [ 1 ... 9 ]



por: geralda abreu

SILÊNCIO

O silêncio é como a brisa;
audível,tátil,sinestésico.
Alimenta a alma, o vazio do ser,
tem gosto de néctar e o brilho dos astros,
peso do ouro, tesouro que eleva e vivifica,
é melodia de anjos,harpas e arcanjos
solidão sem mágoa, momento de calma.
É liberdade que campeia
no coração do poeta.