<>

Home » Poesias Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017







[ A ] [ B ] [ C ] [ D ] [ E ] [ F ] [ G ] [ H ] [ I ] [ J ] [ K ] [ L ] [ M ] [ N ] [ O ] [ P ] [ Q ] [ R ] [ S ] [ T ] [ U ] [ V ] [ W ] [ X ] [ Y ] [ Z ] [ 1 ... 9 ]



por: Wendel Vasconcelos

Tu surgistes em minha vida
E sem perceberes de cego me fiz
Só agora na iniciativa de outro
Que despertei-me a reparar em ti

O que mudaste entre a gente?
Que me chama a atenção em ti?!
Que fazes não mais pensar como eu....
Mas pensar em nós assim?

Dúvidas quantos a este sentimento que ainda possuo
E certamente que nada tú deves saber
Contudo mantenho-me contigo...
Para que um dia tu realmente possas me ver

Mexes comigo como ninguém
Provocas-me sem saber
Só tu fazes-me refletir na vida
E só tu és o meu motivo de viver

Precipitadamente não irei eu agir...
Pois como dizem, "a pressa é inimiga da perfeição"
Porém como posso eu segurar a vida?
Ou talvez parar meu coração?

Só saibas que eu existo
E que de tu estou a gostar
Só não demores muito para perceberes isto
Pois a cada dia estou mais a te amar.