<>

Home » Poesias Quinta-Feira, 21 de Junho de 2018







[ A ] [ B ] [ C ] [ D ] [ E ] [ F ] [ G ] [ H ] [ I ] [ J ] [ K ] [ L ] [ M ] [ N ] [ O ] [ P ] [ Q ] [ R ] [ S ] [ T ] [ U ] [ V ] [ W ] [ X ] [ Y ] [ Z ] [ 1 ... 9 ]



por: Samuel da Costa

Ainda não acabou...

Tu bem sabes disto!
Sou eu no abismo
A te esperar
Sozinho...

Sou eu de mãos dada com o infinito...
A te esperar
Sou eu a chorar...

Por causa daquela velha dor
Quisera eu voltar para casa...
Após vencer todas as batalhas...

Quisera eu voltar para os teus braços
Sou eu de volta para casa
Após vencer todas os meus inimigos mais cruéis..

- Samuel da Costa é poeta em Itajaí